Buscar
  • Profª Gabrielli Maia

Inteligência emocional: A importância do seu desenvolvimento na infância



Vivemos em uma era de informação, com recursos quase ilimitados, principalmente com a internet. Como consequência, as relações humanas têm sofrido diversas transformações em vários campos. Porém, o modelo em vigor de escola tradicional nem sempre supre as demandas dos alunos em relação a tudo isso que os cercam.

As preocupações das escolas atuais giram em torno de preparar os sujeitos para uma vida acadêmica e profissional de sucesso. O que não é um problema, porém o grande impasse acontece quando esses alunos, principalmente as crianças, não possuem preparação emocional. Os impactos gerados nos modelos atuais de ensino são, em sua maioria, gerações de pessoas frustradas e despreparadas para as responsabilidades e necessidades da vida adulta.


Para atender a essa demanda, aparecem as escolas que procuram preparar as crianças para enfrentar tal realidade. Com um trabalho que visa complementar as etapas da trajetória escolar, surgem as escolas de competência emocional. Visando entender melhor sobre a inteligência emocional vejamos qual a importância do seu desenvolvimento na infância.




Como é o processo de desenvolvimento de inteligência emocional na infância?


Diversos estudos buscaram e ainda têm buscado elencar as competências necessárias para viver no atual século. De acordo com relatório da Unesco, os pilares do ensino são: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a ser e aprender a conviver. A fim de suprir esses pilares, vários estudiosos de áreas diferentes buscaram métodos para desenvolver essas habilidades.

Nesse contexto, surge a teoria do Big Five ou teoria dos Cinco Fatores, desenvolvida na área da psicologia. Essa teoria apresenta quais são as habilidades que precisam ser desenvolvidas nos estudantes para alcançar o êxito no campo das competências emocionais. São elas: abertura a novas experiências, extroversão, amabilidade, consciência e estabilidade emocional.


Alguns países já implementaram a teoria nos currículos escolares e ótimos resultados apareceram. Os benefícios são notados tanto no desenvolvimento de inteligência emocional quanto nas habilidades cognitivas. Uma melhor percepção de si mesmo e do outro pode proporcionar significante progresso no ensino regular.

As crianças presentes em escolas que aderem ao método apresentam menores índices de evasão e repetência. Isso graças às habilidades que adquirem e também aprimoram nas atividades desenvolvidas. Para execução do método são utilizados jogos que visem apurar as competências do âmbito individual e coletivo. Dentre esses jogos, podem ser inclusive eletrônicos, o que facilita a integração das crianças. São implementados também vários projetos e dinâmicas para que as crianças desenvolvam as competências.

Isso pode e deve ser trabalhado ao longo de todas as etapas escolares. Entretanto, fica evidente que, se iniciado desde a infância, o método trará impactos ainda maiores em gerações futuras. Aos poucos as crianças finalmente terão as ferramentas necessárias para evoluir de acordo com as demandas da sociedade sem comprometer a sua saúde emocional. Serão transformadas em adultos mais resilientes, empáticos e mais protagonistas do próprio caminho.


As escolas de aprendizagem emocional tendem a ganhar cada vez mais espaço. Com soluções para problemas surgidos socialmente, visam beneficiar não apenas a criança enquanto indivíduo, mas a todos aqueles que a cercam.

Para saber mais sobre o assunto, leia outros posts ou se ficou alguma dúvida, entre em contato conosco!

#socioemocional #infância #sejamais

23 visualizações

13 3232-1288

©2018 by SEjá +. Proudly created with Wix.com